back to top
O documento em sua posse “Memorando de entendimento do Hip Hop Angolano”  ou  Código de Conduta do Hip Hop em Angola, possui as linhas orientadoras do comportamento a ser adoptado pelos praticantes e promotores dos elementos da Cultura Hip Hop em Angola, podendo se estender para os seus apreciadores ou outras pessoas que se identifiquem com esta Cultura Urbana.
Este Memorando possui 12 pontos, que foram elaborados à 24 de Novembro de 2013 com a participação de diferentes praticantes, amantes e activistas da Cultura Hip Hop em Angola, dentre eles, Pioneiros, membros da Velha e Nova escola que juntos reviram cada ponto de uma Proposta elaborada pela Universidade Hip Hop de Angola.
Com objectivo de alinhar a Cultura Hip Hop em Angola, os pontos do presente documento servirão de Matéria de apoio sempre que esteja em análise a Cultura Hip Hop Nacional ou o comportamento e actividade de um ou vários elementos dela em Angola. O cumprimento dos seus pontos deverá ser em primeira instância uma questão de consciência individual de cada praticante e de consciência colectiva dos diferentes Movimentos, Grupos ou Núcleos Nacionais. Não constituindo por isso qualquer impedimento a liberdade de criação, comportamento e manifestação, sendo que cada ponto foi elaborado de acordo o compromisso do Hip Hop com o desenvolvimento das comunidades em que está inserido.
A sua divulgação a nível Nacional e Internacional deverá ser responsabilidade de todos os apreciadores, activistas e praticantes de algum elemento da Cultura Hip Hop e que se identifiquem com os pontos constantes no Memorando.
Este documento terá a sua revisão anual por um período de 3 anos, visando os ajustes que se julguem necessários, devendo a seguir ter uma vigência de 4 anos seguidos sem qualquer alteração.
São convidados a leitura, análise, reflexão e contribuição, todas as pessoas preocupadas com a proliferação correcta da Cultura Hip Hop, dos seus elementos e dos seus fundamentos.
1.º Ponto
A Cultura Hip Hop em Angola tem como principal orientação os 18 princípios da Declaração de Paz e os 12 Pontos contidos no presente Memorando de entendimento, que ditam a conduta e comportamento dos seus praticantes.
 
2.º Ponto
Deverá ser do conhecimento dos Hiphoppas em Angola a existência dos 9 elementos indicados no Princípio Primeiro da Declaração de Paz do Hip Hop, no entanto a Cultura Hip Hop em Angola será expressa por via dos 4 elementos Núcleo (Emceeing, Deejaying, Breakin e Graffith Art), será orientada pelo 5.º elemento (Street Knowledge ou Conhecimento) e prestará uma atenção na promoção do BeatBoxin.
 
3.º Ponto
São considerados Pioneiros da Cultura Hip Hop em Angola, todas as pessoas que comprovadamente (com factos palpáveis ou depoimento oral) tenham praticado ou incentivado a prática de alguma actividade que integra um dos 4 elementos pioneiros durante o período compreendido entre 1986 à 1993.
 
4.º Ponto
São considerados Old School da Cultura Hip Hop em Angola, o praticante de algum elemento, que comprovadamente (Com factos ou depoimento oral) o tenham feito há um período igual ou superior a 20 anos.
 
5.º Ponto
É obrigação de todo apreciador, activista ou praticante de um dos elementos da Cultura Hip Hop em Angola que vá falar em nome dela, saber a correcta grafia, pronúncia e significados dos termos (Hiphop, Hip Hop, hip-hop, Hiphoppa e
Hiphop Kulture ) segundo o acordo Internacional, descritos no N. 1 das Lições de Introdução à Cultura Hip Hop.
 
6.º Ponto
É responsabilidade de todo Praticante e activista da Cultura Hip Hop em Angola, participar da divulgação, promoção, e desenvolvimento dos elementos indicados no 2.º Ponto do presente Memorando.
 
7.º Ponto
Praticantes, activistas e apreciadores da Cultura Hip Hop em Angola, devem estar comprometidos com ela, devendo por isso nas suas actividades ter a preocupação de dar a ela uma identidade regional. Este compromisso estender-se-á a participação de todas as actividades em que esteja representado algum dos seus elementos.
 
8.º Ponto
Praticantes, activistas e apreciadores da Cultura Hip Hop em Angola são incentivados a contribuir positivamente para o desenvolvimento das suas comunidades e das pessoas nelas residentes, sendo através das suas actividades ou em participação de actividades de outros que sejam de carácter benéfico para a Sociedade.
9.º Ponto
Os praticantes de algum elemento da Cultura Hip Hop em Angola, não devem praticar ou estar envolvidos em práticas que clara ou subentendidamente prejudicam a sociedade ou são contra as Leis estabelecidas regionalmente (desde que estas Leis não choquem com a Declaração Universal dos Direitos Humanos). Nem os seus produtos devam incentivar a má conduta comportamental dos seus apreciadores.
10.º Ponto
Todos os praticantes, activistas e apreciadores da Cultura Hip Hop em Angola ou de um dos seus elementos, deverão respeitar as pessoas que cumpram os critérios de Pioneiro ou Old Sschool indicados nos pontos 3 e 4 do presente diploma. Que por sua vez deverão respeitar todos os seus praticantes e contribuir para a divulgação imparcial da História do Hip Hop Angolano e dos seus fundamentos.
11.º Ponto
É definida a Universidade Hip Hop como Organização Nacional responsável pela manutenção e divulgação dos conceitos essenciais da Cultura Hip Hop, com quem os praticantes dela que se revejam no presente Memorando, devam colaborar sempre que necessário, devendo também ser remetidos por parte destes, todos os arquivos possíveis para a constituição de uma base de dados Histórica da Cultura Hip Hop em Angola.
12.º Ponto
São considerados os Bloggers, parceiros de imprensa da Cultura Hip Hop em Angola, beneficiando de passes de livre acesso para até 3 membros de uma equipa, em todas as actividades em que a atracção principal seja a representação de um dos elementos da Cultura Hip Hop, devendo por isso participar da divulgação de eventos, conceitos e produtos de todos os elementos desta Cultura.

 

Dúvidas e omissões
Todas as dúvidas resultantes dos pontos acima apresentados, poderão ser esclarecidas por via de consulta à Universidade Hip Hop através do e-mail universidadehiphop@googlegroups.com, pela página do facebook www.facebook.com7pages7UNIVERSIDADE-HIP-HOP ou pelo contacto telefónico 991 479780.
Todos os aspectos relevantes por si identificados, que não constam deste Memorando, poderão ser incorporados aquando da revisão anual com a sua participação.
Mesmo que tenhamos os melhores Dj´s, os Melhores Mc´s, os B-Boys com as melhores técnicas, os Graffiteiros mais aperfeiçoados ou os Melhores BeatBoxers, nada seremos se não estivermos organizados. Paz, Amor, União, Afro-Renascimento e Diversão com Responsabilidade.
Angola, aos 24 de Novembro de 2013